<

Abertura do Pan

13.07.07 por Bernardo Bauer (Google)
O bonequinho assistiu a abertura do pan. A cerimônia foi fantástica. O hino cantado pela Elza Soares deu arrepios de tão bonito, apesar da feiura dela. Após o hino vieram os ritmistas de diversas escolas de samba do Rio de Janeiro seguido pela música do Pan.

Finalizado esta parte da abertura, que foi bonita e cativante, partiram para a entrada dos atletas. Naturalmente além das bandeiras dos países, desfilaram cameras digitais dos atletas. Todos registrando o segundo panamericano brasileiro. O primeiro foi em São Paulo.

Ao som de chorinho os esportistas foram entrando e durante o período inteiro Galvão Bueno foi falando suas besteiras. Numa delas ele levou um fora do repórter que estava com ele na narração antes do começo do evento. Em diversas oportunidades ele estragou as surpresas do evento.

Impressionante também foi a qualidade de imagem que a Globo tem e que a SPORTV não conseguiu nem chegar perto.

Depois foram as apresentações que tiveram como temática o folclore brasileiro. Belíssimas apresentações com músicas ótimas e organização fantástica.

Outro ponto curioso foi a vaia que o presidente Lula tomou a cada vez que ele foi mencionado. Por fim, ficou a pergunta no ar, por que não foi o presidente do Brasil que declarou abertos os jogos panamericanos? Por que? A explicação está aqui.

Ah sim, já ia esquecendo a pira panamericana que o Galvão Bueno insiste em chamar de olímpica é muito bonita.

No fim das contas o evento teve a cara da cultura do Brasil e não deixou nem um pouco a desejar em relação a outros eventos internacionais.

Veja a cobertura no O Globo.

Deixe seu comentário