<

Com as próprias mãos

24.07.04 por Bruno Oliveira
Este é um daqueles filmes americanos do dedo do pé até o último fio de cabelo. Um western moderno, que até tem um bom enredo e poderia até ter virado um grande filme de ação se tivesse sido colocado em mãos mais ambiciosas. O diretor Kevin Bray decidiu manter as coisas simples. Ou simplórias.

The Rock: Tudo é baseado numa história real de um tal Buford Pusser, que foi xerife no sul do Tennessee. O sujeito foi baleado oito vezes tomou sete facadas e sobreviveu a uma emboscada. Nada disso – nem mesmo o nome do xerife – foi aproveitado pelo filme. Mas não importa. Quem quiser saber essa história pode ver o Walking Tall original de 1973 – filme muito mais sangrento e que teve o próprio Pusser como consultor.

Aqui o que importa é ver “The Rock” em ação. Se não fosse pelo carisma de Dwayne Johnson o filme seria inaproveitável, mas, graças a ele, é legal ver os bandidos apanharem. E ao lado dele o improvável Johnny Knoxville faz um papel que parece ter sido encomendado. Aproveitando a sua imagem de Jackass ele interpreta o amigo franzino que serve de alívio cômico. Filme de Tela Quente.

Deixe seu comentário