<

Submersos

02.06.04 por Bruno Oliveira
É difícil experimentar um suspense sofisticado. Normalmente os diretores preferem nos dar mastigadas todas as explicações sobre o oculto – mesmo que elas sejam absurdas. Bons cineastas sabem que é fácil cair no ridículo quando se mostra qualquer coisa fantástica, então não mostram muito.

Bruce Greenwood: clima de submarinoDavid Twohy tem o dom de saber o que mostrar. Não só na trama – que também recebeu o toque de Darren Aronofsky, diretor dos ótimos Pi e Réquiem por um sonho -, mas também nos efeitos visuais, que, apesar de pobres, servem bem aos propósitos do filme. O clima tenso e claustrofóbico do submarino nos envolve o tempo todo, e o desenrolar dos acontecimentos é gostoso mesmo quando a gente antevê o final.

Eclipse Mortal não foi uma exceção. Twohy entra para a lista de diretores que nos fazem esperar ansiosamente pelo seus próximos trabalhos. O bonequinho fica ainda mais curioso para conferir sua nova empreitada, A Batalha de Riddick.

Deixe seu comentário